Origem do Cookie: Conheça a história do pequeno bolo que ganhou o mundo



Que os cookies são uma sobremesa deliciosa não há dúvida. Entretanto, você já parou para pensar na história do cookie? De onde será que surgiu essa iguaria tão gostosa que conquistou o mundo todo? E afinal, quem criou os cookies e foi o responsável por fazer com que ele chegasse até nós? É isso e muito mais o que você vai aprender hoje. Acompanhe!


História do cookie: a origem da receita vem dos biscoitos lá da Idade Média


Pois bem, muito antes dos cookies surgirem, os biscoitos já faziam sucesso na sociedade durante a Idade Média.


Na época, eles eram consumidos pelas pessoas como pequenos pães. Entretanto, a diferença deles para os pães é que os biscoitos eram assados duas vezes. Essa técnica era usada para evitar com que os alimentos estragassem mais rápido - e, também, é o motivo pelo qual os biscoitos são conhecidos por ter uma textura mais “durinha” do que a do pão.


Inclusive, o nome biscoito origina dessa prática, já que, no latim, “bis” significa dois (ou duas vezes) e coctus significa cozido.


Com o tempo, os biscoitos começaram a ficar mais populares na Europa, entretanto, os cookies, conforme conhecemos hoje, demoraram um pouco mais até surgirem.


Mas afinal, quem criou os cookies?


Há indícios de que o início da história do cookie vem de quando os cozinheiros britânicos, lá no século XVII, iam preparar bolos.


Na hora de fazer a receita, antes de eles efetivamente colocarem o bolo todo para assar, eles separavam um pedaço da massa e a colocavam no forno para testar a temperatura.


Assim, eles descobriram que a massa de teste, após ser assada, tornava-se um delicioso biscoitinho.


Ademais, além de perceberem que o biscoito combinava muito bem com quando era consumido juntamente com o tradicional chá britânico, eles também chegaram a conclusão que essa seria uma ótima forma de não desperdiçar as sobras de massa que seriam jogadas fora.


Isso fez com que o “teste de temperatura do forno” deixasse de ser feito apenas com essa função e os pedaços de massa passaram a ser feitos propositalmente em busca de assar os biscoitos. Assim, não demorou muito tempo para que fosse criada uma palavra para se referir a este novo doce que surgiu.


O termo “cookie”, como conhecemos hoje, na verdade vem da palavra originária da língua holandesa “koekje”. Koekje pronuncia-se “cukiê” e significa pequeno bolo.


A palavra, então. foi adotada pelos ingleses. Eles passaram a chamar com esse termo os “pequenos bolos” - ou seja, aquele pedaço de massa que anteriormente era usado apenas para verificar a temperatura do forno, - e, logo, os doces se tornaram os queridinhos do momento.


Já populares no continente europeu, os “Koekjes” chegaram nos Estados Unidos não muito tempo depois, devido à colonização inglesa. E foi lá que eles ficaram mais parecidos com a receita de cookies que conhecemos hoje.


A história do cookie americano


Sim, a origem do cookie vem lá da Europa. Mas por que associamos tanto o cookie com a culinária americana? Pois bem: foi no continente americano que a receita do doce foi aperfeiçoada e se tornou mais parecida com a que conhecemos hoje.


E quem começou essa história de sucesso foi a americana Ruth Graves Wakefield lá na década de 1930.


Ruth era dona da pousada Toll House Inn, que ficava em Massachusetts, entre Boston e New Bedford. O local era conhecido por servir refeições frescas e caseiras. Um dia, para surpreender os clientes locais, Ruth decidiu cortar e misturar uma barra de chocolate em uma receita de biscoitos.


Os pedaços de chocolate derreteram com o calor do forno, mas se mantiveram isolados na massa, sem se incorporarem a ela.


Assim, nasceu o primeiro cookie da história com as deliciosas gotinhas de chocolate derretido.


Não precisamos nem dizer que o sucesso da receita foi gigante, não é mesmo? Inclusive, há indícios de que o sucesso da receita foi tão grande que foi por causa dele que a Nestlé começou a fabricar o primeiro chocolate em gotas do mercado.


E é por isso que, mesmo com os biscoitos sendo originários lá da Europa e com o termo “cookie” ter surgido inicialmente no idioma holandês, nós associamos os cookies com a culinária americana. Afinal, o cookie, conforme conhecemos hoje em dia, foi criado nos Estados Unidos.


A popularização dos cookies


Após a criação dos cookies americanos, o doce se tornou um grande queridinho ao redor do mundo. Prático, - já que você come o doce com a mão e não precisa de talheres e/ou prato para se deliciar, - podendo ser encontrado de diversos tamanhos e extremamente saboroso, o cookie já nasceu fadado ao sucesso!


E, se antes as receitas da sobremesa eram feitas apenas com pedaços de chocolate na massa, hoje é possível encontrar cookies com preparos dos mais diversos.


Existem aqueles preparados especialmente para pessoas com alimentação mais restritiva - como intolerantes à glúten e/ou à lactose, veganos, pessoas que seguem uma alimentação mais saudável e buscam cookies preparados com massas mais “fitness”, com menos açúcar - até, é claro, os cookies feitos com ingredientes diversos na massa e recheados com sabores diferentes.


Por fim, agora que você já sabe a história dos cookies, não ficou com água na boca para comer um desses doces? Ademais, saiba que não importa qual é o seu gosto, com certeza existe um cookie que vai agradar o seu paladar e deixar o seu dia mais doce. Quer ver só? Então confira o cardápio da Cookie Stories e surpreenda-se com as diversas possibilidades deliciosas de cookies que você pode experimentar. Opções não faltam!

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
penta_3.png

voltar